quinta-feira, 20 de dezembro de 2007


já não és tu que me fazes falta, sabes
lembro-me de dançar contigo pelas ruas
mas já não me comovo como dantes.
escorre-me uma lágrima no rosto pela saudade
de ser amada.
apenas.
serves apenas para isso:
para um tremer de corpo
uma incompletude de alma.
és já tão pouco amor
tão pouco.


[Foto: Maria Flores]
(também aqui)

2 Comments:

Scoya said...

O tempo apaga tanta coisa... e ameniza os demais sentimentos que a sua borracha não elimina.
Um beijinho

Andreia Ferreira said...

"O tempo destrói tudo" (Irréversible). Eu diria antes quase tudo!

Beijinho :)