segunda-feira, 12 de novembro de 2007

NADA SERVE PARA NADA

(postura do nada)

Nada serve para nada. Tudo é estúpido, tão estúpido que ainda não conseguiste ver isso! Nem queres ver… Até a própria existência e a morte não servem para nada. Tudo vale absolutamente nada. Esse é sempre o nada, o Nada que está sempre presente e que não se quer tomar consciência. O conhecimento não serve para nada porque a vida também não serve para nada. A morte leva-a e a própria morte também não serve para nada. O pensar que alguma coisa serve para alguma coisa, isso também não serve para nada.
Dizer isto, disse-me alguém que é estar negativo e disse-lhe que não é estar negativo é ser realista. A realidade também não serve para nada. Também essas dúvidas não servirão para nada. Tu sim, serves para alguma coisa… aborrecer-me. O aborrecimento não serve para nada. Vou embora porque fiquei farto de toda esta apologia do Nada.

Vila Franca de Xira, 12 de Novembro de 2007 – 21:41h
Jorge Ferro Rosa, in Caderno da Alma

0 Comments: