sábado, 27 de dezembro de 2008

SUGESTÕES ÍNTIMAS PARA DESEJOS E ANSEIOS ALHEIOS. PARA 2009 OU EM QUALQUER TEMPO.

que sejam vistos os filmes: “Livro de cabeceira”, “Asas do desejo”, “A viagem de Chihiro”, “Dançando na chuva”; todos os filmes de Fellini (mais inteiramente e preferencialmente “Amacord”), “Casablanca”, “Veludo azul”, “Fale com ela”, “Rain Man”, “Blade Runner, “Luz silenciosa”, “Cidadão Kane”; todos os filmes do Capra (mais intensamente e eternamente “A felicidade não se compra”);“A fantástica fábrica de chocolate” de 1971, (e todos os filmes onde Gene Wilder esteve); todos os filmes de Woody Allen com todas as questões exaustivas e chatíssimas da vida, vistas com o bom humor e a sensibilidade que ele emprega; “o Sétimo selo”; 70% da obra de Polanski, 100% da obra de Giuseppe Tornatore (mas que se prestasse muita atenção a “Estamos todos bem”);“O Rei Leão” (com moderação!); “O Mágico de Oz” e “Ben-Hur”; que em todas as ocasiões de contato com o cinema, a música nunca seja esquecida e nomes como Max Steiner (“E o vento levou”), Bernard Hermann (“Cidadão Kane”), Alfred Newman (que somou 45 indicações para o Oscar!), Miklos Rozsa (Ben-Hur), Ennio Morricone (todo o mundo sabe quem é!), John Williams (“Tubarão”, “Guerra nas estrelas”, “Indiana Jones”, Superman” “E.T”...), Hans Zimmer (“Rei Leão”...) e o incomparável Nino Rota (parceiro de Fellini e Coppola em melodias inesquecíveis e momentos de extrema luz e inspiração!) fossem executados com o mesmo status e freqüência com que se ouve a música pop nas rádios; que os livros não sejam trocados pelas telas azulados do PC e se descubra o prazer de amá-los fisicamente, inclusive cheirá-los!; que sejam Victor Hugo, Gabriel Garcia Marques, Cervantes, Guimarães Rosa e William Shakespere, conhecidos e guardados dentro de casa, porque eles nos garantem a integridade da alma e a suavidade do espírito! que se preste atenção aos movimentos intensos de Mozart, aos silêncios de Beethoven, as curvas de Ravel, as suavidades de Mendelssohn, a supremacia de Rachmaninoff e as lágrimas de Chopin; que se escute rabeca e se tome conhecimento da viva sintonia do cego tocador-magistral José Oliveira, das cirandas de Lia de Itamaracá, das canções de ninar e de rodar; que o“Armazém Companhia de Teatro”, a “Cia dos Atores”, o “Grupo XIX de Teatro” e o “Grupo Espanca!” estejam na lista de qualquer um que queira ir ao teatro. desejo com fervor que antes de dizer “eu odeio Picasso” a pessoa empreste os olhos por cinco minutos para Guernica e se não sentir nada, não se fala mais no assunto; que Monet, Miró, Velásquez e Caravaggio sejam visitados sempre que se queira explicar para uma criança o significado de “cor que fala” e “luz que surge”; quanto aos poetas, há um imenso número de versos por toda parte. meu filho aos seis fez um poema! não sou capaz de opinar. o que sugiro com relação a eles é que sejam procurados e lidos à exaustão! todos os poetas! bem lidos, bem entendidos, bem não entendidos, bem escolhidos, bem mal escolhidos, bem inventados, bem achados, bem amados! em profundidade e essência, porque a poesia é manifestação pura, genuína, sincera e requer espírito intenso para ser escrita e espírito atento para ser lida. quem não se acha capaz de admirar um verso, um poema, não poderá aproveitar nada das sugestões que fiz, anula todos os anseios anteriores e por tal razão, a lista deve ser desconsiderada e esquecida. para tais pessoas são inúteis os desejos e anseios aqui descritos, ou qualquer desejo e anseio...

3 Comments:

Vergilio Torres said...

Que brisa de ar fresco...

Vergilio Torres said...

Perfeito!
Próspero Ano Novo!

betina moraes said...

vergilio,

muito obrigada!

grande ano para você!