sábado, 8 de março de 2008

Sigur Rós - Glósóli



E um poema meu ainda sem nome nem revisão:

Ligo-te indiciando sortes
encimadas, talvez encantadas

Sublimo-te onde ninguém invade as marés amontoadas
rufando onde nada acontece

Guio-te onde ninguém conhece
as laranjas vermelhas
espumando sumarentas...

Manuel Marques

escrito algures no ultimo trimestre de 2007

1 Comment:

© Piedade Araújo Sol said...

guio-te onde ninguem conhece as laranjas vermelhas.

bonita passagem...

as laranjas vermelhas...

Beij