terça-feira, 1 de janeiro de 2008

Noite primeira

A pena
que o andar suporta
irradia
o agitado carmim

suspenso

do fio compacto
da dança.

O caminho
aproxima-se,
as torres marcham
e quedam-se
na margem da água
que a lama arrasta.


Carla Milhazes Gomes

1 Comment:

Scoya said...

É a "lavagem" do novo ano que tanto precisamos.
E como sabe bem ouvir as gotas lá fora...

Beijinhos