sábado, 8 de dezembro de 2007

Perfurei a lua cheia!



Foto por mollixs in http://mollixs.deviantart.com/

Hoje sirvo ao teu silêncio

palavras cortadas num só golpe

na esperança que assim aguçadas

possam ficar bem atravessadas no teu pescoço.

Rápida… incisiva

e surpreendentemente letal

furo-te a alma

em meia lua ou em três quartos…

para mim tanto me faz!

Porque inteira…

hoje é que ela não fica!

Daniela Pereira in Afectos Obsessivos-A poesia curiosamente sem açúcar,Edições Ecopy

3 Comments:

Manuel Marques said...

Esse teu livro... quero um exemplar... com a dedicatória... com a alma que tenho visto nestas páginas ditas virtuais mas que transportam para sonhos deslumbrantes, mesmo que negros! Parabéns! Beijo!

blueiela said...

OLá Manuel

:)Só agora reparei no teu comentario...tinha este poema aqui tão escondidinho.Peço imensas desculpas por isso.
Assim que tiver a confirmação da transferência,envio-lhe o livro com a respectiva dedicatória o mais brevemente possível para que ainda possa desfrutar do Afectos Obsessivos no Natal:)
Muito obrigado pelas palavras e pelo incentivo

beijos

daniela pereira

Scoya said...

Palavras decididamente fortes. Gostei!
Beijinho