quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

No Outono

Dás-me a mão.
Eu seguro...
Cai a chuva,
O vento enfurece-se,
Morrem os pássaros,
O sol desaparece,
Afogam-se as flores...

Tu não estás...
Nunca estiveste!
Eu fiquei.

Prendeste-me…
Nessa gaiola fiquei.

Sei que não era isso.
Perdi.
Soltei-me e aqui estou.

Liliana

3 Comments:

© Piedade Araújo Sol said...

Muito bonito!

NINGUEM said...

:)

Scoya said...

Há coisas que não se definem...as tuas palavras aqui são uma delas.
Um beijinho e boas entradas!