segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Voltar as costas às palavras





Hoje, quero virar as costas às palavras...
quero sentir, sonhar...
deixar-me levar nas asas da imaginação, encontrar um arco iris, flores,
cascatas, rios e mar...

Quero virar as costas às palavras...
palavras que são armas,
palavras que são flores,
encontros, desencontros e amores.

Quero virar as costas às palavras
à realidade, ao dia, a ti...
só quero fechar os olhos e ir...
para além...
para ali, para lá de mim, de ti.

Quero ir no sonho, para ao pé do mar
quero voar, amar,
quero virar as costas às palavras
e nas costas sentir
o beijo das àguas do mar....

3 Comments:

PJ: said...

Muito bonito o poema, continue com as suas palavras para que eu e outros as possamos apanhar no ar e devolver-lhe com um sorriso.

Beijos,

Pedro José.

Tita - Uma mulher, Um blog, algumas palavras said...

Obrigada Pedro José!
Tem sido um constante incentivo. Bem haja!
Um beijo
Teresa

Scoya said...

E no querer, está o poder.
Gostei!