terça-feira, 20 de novembro de 2007

Solidão

Solidão

Sentimento que oprime a alma.

Que nos torna infelizes, leva-nos a desesperar

És mais do que um simples vazio,

És infelicidade! Um sabor que ninguém quer provar…

Fazes descer sobre um olhar brilhante

Um pranto de desilusões, muito duro.

Tomas felicidade, em olhares distantes,

Que perdem a luz, e ficam no escuro.

Vozes perdidas no tempo, que voam no vento,

Palavras que vivem no silêncio, no abandono…

Dor que se sofre em segredo.

Coração procurando alento,

Amor ausente, pensamentos vagos, sem dono…

Alma sofrendo, neste constante medo.

Cátia Rodrigues




oleo sobre tela
140x110 cm
2005




http://catypintora.blogspot.com/
www.equilibriarte.org/catiarodrigues

4 Comments:

Heraclita said...

sente-se em cada palavra um bocadinho de dor...

© Piedade Araújo Sol said...

embora com uma grande melancolia, este poema está bem conseguido.
gostei tambem da tela. gostei tambem da tela, mas fiquei sem saber se tambem é da Caty...

caty said...

obrigada pelo elogio... sim a tela também é minha :)

Manuel Marques said...

mas e apesar da dor da solidão... ainda temos a poesia a fazer-nos companhia!

bravo pelo poema e pela tela! bj!