quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Cansada


Sinto-me como uma flor murcha,

Seca,já sem vida.

Sou uma rosa branca que não chegou a abrir,

Que ameaçou desflorar

E logo a vida lhe roubou o ar


E encarquilhou pétala par a par.

Estou cansada,

Desanimada!

Estou sem Norte,

Desorientada!


Ah Mas ainda sou uma flor!!

Ainda sou uma rosa branca

E serei sempre Mulher…

Posso ser uma flor seca,

Mas jamais murcha...

E serei sempre Mulher...


Vou sorrir como um girassol

Acreditar naquele rasgo de céu azul

E brilhar…


Meu coração está em paz,

Minha consciência limpa,

Eu agi bem,

Eu ajudei, acarinhei…dei o melhor de mim…


Porque sou mulher

E logo, sou um girassol a sorrir !

Estou em paz!!!

Finalmente em paz!

2 Comments:

PJ: said...

Saber definirmo-nos é dos maiores poderes que podemos esconder e, aí, ninguém nos pára!

Parabéns!

Thunder said...

Adoro girassóis e gosto bastante deste quadro de KLIMT. Foi bem escolhido para ilustrar o poema.