sexta-feira, 16 de maio de 2008

Confissão

Verdade primeira:
A tua voz faz-me perder o fio recto dos dias.


Verdade segunda:
Trago a memória do teu cheiro em forma de galho de árvore seco
no bolso de um vestido,
e por isso o mundo não é mais do que o interior de uma peça de roupa.


Verdade terceira:
Morro à sede de um beijo teu.