segunda-feira, 3 de março de 2008

Não te posso mentir



Tentei fechar os olhos à mudança.
.
Percebi depois, que o não aceitar a mudança era
morrer lentamente,era sobreviver, era aceitar a
amargura.
.
Percebi que a mudança está intrinsecamente
ligada à vida, e, que quem não muda, mata o
sonho, a chama, a esperança.
.
Não há melhor nem pior, há etapas, fases,
evoluções e caminhos.
.
Escolhi o da luz e da serenidade.
.
Da paz.


2 Comments:

Vanda said...

Piedade, obrigada pelo teu gentil sentir!

Eu é que agradeço a tua sensibilidade e poesia, testemunhada ao longo do tempo no teu blog!

E agradeço ao tempo este fruir.

Este possuir de tempo sereno em mim...

Obrigada, Piedade, um terno beijo ;)

© Piedade Araújo Sol said...

Vanda

Achei tão bonito que achei que tinha que partilhar.

Obrigada!