quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Se a lua me der a mão...eu não vou ficar deprimida com a ausência do sol





Parte-se me o peito...

e não me lembro tê-lo sentido quebrar

mas hoje ele jaz em mil pedaços

e é no chão que esta dor ecoa.

O céu calou-se por respeito

a esta tristeza sem fim

enraizada na carne ...

já não grito.

Estou cansada de gritar

e a garganta não devia ser uma arma de arremesso

mas sim...um jardim para plantar sementes

e para ver o choro das flores

quando brotam das pedras mais duras.

Se as palavras não se ouvem...

então chora-se em silêncio

porque o meu pranto ficou mudo de repente

Queimo o ar que respiro

porque os meus pulmões inspiram fogo

e eu intoxico-me por dentro...

Desconfio que vou ficar

dias a fio abraçada às paredes

a deprimir o olhar

com o sol atrás das costas...

Talvez à noite volte a ter coragem para sonhar

se a lua me der a mão...


Daniela Pereira


P.s:imagem - Salvador Dali

4 Comments:

© Piedade Araújo Sol said...

Muito bom!

Heraclita said...

Fantástico!:) continue! :)

NINGUEM said...

SOberbo:)

blueiela said...

:)Obrigado pela simpatia

beijinhos azuis

daniela pereira

http://devaneiosazuis.blogspot.com/