segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Mãos Vazias


foto de Catarina Poderoso (olhares.com Data: 2005-02-20 22:29)

Gentil provocador
dor de senilidade precoce
certo e felicidade em tensão
São anda cá para te beijar
ar com excesso de loucura
rapidez de movimentos intolerável
velocidade até a vida se ir
irado num assomo de estupidez
dez amigos foram comigo
gozar um domingo na praia
ia tudo a fugir era a chuva
uva chorona no império terminado
nado com toda a força
orçamento para um caixão animado
Madonna com comichão na carteira
eira sem beira e a queda no abismo
morte certa sem alegria
Ia e lá em baixo precipício
ionizado num olhar enevoado
adornado com a tua beleza
zarpar daqui para fora
raziando das mãos a felicidade
idade maior para sempre
recordar um abraço
aço na alma lama menor
organizando o fim
imponente em crescendo
domino-te os lábios
ossos a tremer de prazer
ergo a vitória glória
íamos os dois inocentes
especial de corrida em vida
danificando o coração sem piedade
devias ter ido para fora
ramificar amor prometido
idolatrar sentimentos perdidos
idos em cruzadas de vontade
adendas a contratos sem sentido
idóneo em posição de destaque
que poderia eu fazer
erguer a vida em nome de um amor
morrendo em vão por quem não me queria?

Manuel Marques

1 Comment:

PJ: said...

wow

adorei todo este jogo imparável de sons e sílabas num alvoroço de emoções. Parabéns!

Abraço,

Pedro José :)