quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

FUGA

alto estou a teu lado
no verão deitado

Alto no esplendor de possuir-te
e trocarmos silenciosamente
os frutos mais fundos da morte

Como se navegasse um rio
por dentro
e na tua fragilidade encontrasse
a minha força

Um caminho rigoroso de silêncio



Casimiro de Brito
Mesa do Amor (1970)
In Ode & Ceia (Poesia 1955-1984)
Lisboa, Publicações Dom Quixote, 1985
Foto de Paulo Madeira www.paulomadeira.net

1 Comment:

Scoya said...

Gostei da sensualidade...