terça-feira, 27 de novembro de 2007

Nulidade

Um rapaz estava sempre a dizer que um mais um eram dois, que um mais um eram dois. Em determinada ocasião, alguém se lembrou de lhe perguntar por que razão andava sempre com aquilo na boca. E ele respondeu: «Se me esquecesse de que um mais um são dois, arriscar-me-ia a cair em humilhação perante a mulher que me chamou de nulidade.»

Também aqui
.

3 Comments:

Scoya said...

Bom ponto de vista, de facto. Por ventura ele não era loiro, não?

Paulo Rodrigues Ferreira said...

era meio para o amarelado era.

Scoya said...

Desvendei-o, então!